quarta-feira, janeiro 23, 2008

O Amor nos Tempos do Cólera

"Não quero que você veja o amor como um meio... o amor é um estado de graça, o fim em si mesmo, é o alfa e o ômega"


Fazia muito tempo que não assistia a algo tão desastroso.
É tão brega e piegas que chega a ser risível.
Todos os atores (talentosos, por sinal) estão terríveis, em especial o casal central: Javier Bardem, incrivelmente fora de tom... e a novata Giovanna Mezzogiorno, numa atuação constrangedora.
O sotaque é terrível, a trilha sonora é irritante e a maquiagem beira ao amadorismo (a Mezzogiorno velha é mais nova que a filha dela!!!)...
Já tem meu prêmio de pior roteiro do ano.
E pensar que o livro renderia algo tão interessante....


Obs: Só não leva um zero porque Fernanda Montenegro ilumina qualquer porcaria pré-fabricada!

Nota: 3,5

6 comentários:

Vinícius P. disse...

Puxa, esse filme é ruim mesmo, hein? Eu mesmo desisti de ver no cinema e não me arrependo, só irei conferir no DVD mesmo - mais pela presença da Montenegro do que qualquer outra coisa...

Até mais!

sam drade disse...

volteeeeeeeeeeeeeeeeeei!!!

well, recebi vários convites pra assistir via estudantes de letras... mas num tive coragem... .PPP

Alex Gonçalves disse...

Nossa, pelo visto este "O Amor Nos Tempos do Cólera" nasceu para ser xingado, tamanho os comentários super-negativos dessa produção. Até estava com vontade de ver, mas aí vi aquele trailer digno de novela mexicana e aquela música horrorosa da Shakira....

Wallace Andrioli Guedes disse...

Desastre é uma palavra que define bem O Amor nos Tempos do Cólera. Quase acabou com minha vontade de ler o livro ...

Otavio Almeida disse...

Hahhahaha... muito bom. Gostei da observação final.

Abs!

fabiana disse...

Não é possível que seja tão ruim!

O que atrapalha é a trilha sonora da Shakira, méu Déus!