sexta-feira, setembro 14, 2012

Paraísos Artificiais

"As drogas são o que você quer, levam para onde você quer”


"Para digerir a felicidade natural, assim como a artificial, é preciso primeiro ter a coragem de engolir" 

"Sexo, drogas e música eletrônica"! 
Que curte esse lema, dificilmente, sairá decepcionado ao final desse interessante filme brasileiro!
Fotografia deslumbrante, trilha sonora perfeita e um elenco corajoso!
O roteiro é raso, a história fragmentada atrapalha e mesmo assim o saldo é positivo.
O melhor detalhe é a belíssima Nathalia Dill totalmente chapada, despudorada e entregue à personagem! Talento puro!

Nota: 7,0


terça-feira, agosto 21, 2012

Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge

"Gotham, take control... take control of your city. Behold, the instrument of your liberation! Identify yourself to the world! "



Funciona como o fim da trilogia.
Direção sempre segura do Nolan e aquela produção beirando à perfeição!
Mas o roteiro peca em vários momentos: falta um um vilão à altura do caos proporcionado pela enredo, personagens mal aproveitados e uma cena* final que mostra bem mais do que deveria.
Ninguém no elenco se destaca mais que o Michael Caine.
E Marion Cotillard nunca esteve tão péssima e deslocada em cena!
Mas repito, ainda é uma boa conclusão! 

*Obs: a cena seria perfeita se terminasse com o sorriso do Alfred


Nota: 7,5

terça-feira, julho 03, 2012

O Sétimo Selo

"If everything is imperfect in this world, love is perfect in its imperfection."



“Quando ele rompeu o sétimo selo, houve um silêncio no céu de meia hora...” 

(Somente a arte sobreviverá num mundo fadado ao apocalipse.)


Nota: 9,5

sexta-feira, junho 22, 2012

Xeque-Mate

"Charlie Chaplin once entered a Charlie Chaplin look-alike contest in Monte Carlo and came in third; that's a story."



"Pulp Fiction" foi muito mais que uma obra-prima, representou o nascimento de um novo estilo.
Roteiro pop, rápido, cheio de reviravoltas e nonsense.
"Xeque-Mate" segue direitinho a cartilha, é um filmaço!
Tudo funciona, até mesmo o roteiro, que só peca no excesso de explicações na metade final.
Difícil escolher quem tá melhor no elenco.
Super recomendo!


Obs: Josh Hartnett merecia mais oportunidades! 


Nota: 8,0

quarta-feira, junho 20, 2012

O Ritual

"You do not speak to it. It is the devil. "




Bom saber que o Anthony Hopkins ainda consegue atuar em grande estilo, fugindo do entediante piloto automático mostrado nos últimos cinco (ou dez) anos.
Ainda que o filme tenha aquele velho roteiro banal sobre "descoberta da fé", Hopkins se sobressai e entrega um último ato impecável.
Em outras mãos (o roteirista é o mesmo de "A Rainha dos Condenados" e do último "As Crônicas de Nárnia"), o resultado seria algo além do regular.


Obs: E Alice Braga continua uma ótima atriz, em trabalhos nacionais.


Nota 6,0

terça-feira, junho 19, 2012

Prometheus

"My God, we were so wrong"



Existem dois filmes dentro desse prequel da quadrilogia "Alien".
O primeiro mostra os grandes questionamentos da humanidade (mesmo em 2091). Tem ritmo cadenciado que privilegia a direção de arte, fotografia, trilha sonora... tudo beirando à perfeição! 
O outro filme expõe as respostas, evidenciando a superficialidade do roteiro e as interpretações sem brilho de todo o elenco (a exceção é o ótimo Michael Fassbender).
A junção seria ainda mais decepcionante se não fosse a mão pesada do Ridley Scott.
Mesmo assim, não é um filme ruim.
Apenas não cumpre nada daquilo que prometeu... 


Obs: jurei que o Logan Marshall-Green fosse o Tom Hardy!! E durante boa parte acreditei que a Charlize Theron fosse um robô, tava mais robótica que o Fassbender.


Nota: 7,0

terça-feira, junho 12, 2012

As Canções de Amor

"Ama-me menos, mas ama-me por muito tempo." 




Mon petit depuis ce matin
J'ai trainé comme un cretin
Au niveau du caniveau
de Montparnasse à Chateau d'Eau
j'ai bu des verres, des verres, et puis des verres
Zubrowska, Riesling, Piper
À court de tout à bout de moi
Je suis revenu chez toi
Moi je voulais juste un corps
je cherchais seulement des bras
un lit de reconfort des délices sous les draps
mais hélas au lieu de ça'"

Obs: Um dos mais belos filmes românticos da nossa época.

Nota: 9,0

domingo, junho 03, 2012

Deixe-me Entrar

"You have to invite me in."


Produção impecável!
Um trabalho primoroso de fotografia, direção de arte, trilha sonora e roteiro.
O elenco infantil mais talentoso em atividade no momento.
E tudo isso a serviço de NADA!
Um imenso desperdício de verba num filme totalmente DESNECESSÁRIO!
Veja o original (e irretocável) longa original.
Ele é lindo o bastante para não precisar de refilmagem nenhuma!

Obs: só perde pra refilmagem de "Psicose".

Nota: 5.0

domingo, maio 27, 2012

Apenas o Fim

"O único lado bom de morrer de amor é que... você continua vivo"


A alegria e os dissabores de um relacionamento emoldurados com cultura pop e sensibilidade. 
Erika Mader e Gregório Duvivier brilham com uma química contagiante!
Roteiro belíssimo, repleto de diálogos deliciosos e homenagens à sétima arte.

“Você não merece ficar assim. Isso é só o fim. O que realmente importa já foi feito: a gente já teve nossos momentos especiais… E é isso que importa no fim: ter alguma coisa pra lembrar, alguma coisa pra nunca esquecer; alguma coisa que não tem fim.”

(O 'fim' pode ser lindo.)

Nota: 8,5

terça-feira, maio 22, 2012

Shame

"We're not bad people. We just come from a bad place."


Corajoso, amoral e um retrato contundente da decadência humana.
Steve Mcqueen não alivia, Michael Fassbender não tem pudores e Carey Mulligan ousando pela primeira vez!
E não se engane, não há nada superficial no roteiro do filme, e nenhuma lição moralista no final.
"Shame" mostra apenas aquilo que o ser humano tem de mais vergonhoso: ser refém dos seus próprios instintos, sejá qual for o motivo.

Obs: Fassbender e a Mulligan mereciam não só a indicação, mas o prêmio! Que vergonha, oscar!

Nota: 8,5


quinta-feira, maio 17, 2012

Sete Dias com Marilyn

"People always see Marilyn Monroe. As soon as they realize I'm not her, they run."


Adorável filme de época inglês, com um elenco acima de qualquer suspeita.
Gostei de toda a parte técnica, em especial da fotografia e direção de arte.
E sim, Michelle Williams está perfeita, luminosa e contagiante como Marilyn Monroe!
Pena que o roteiro desperdiça vários momentos com uma subtrama dispensável da personagem Lucy (a apagadinha Emma Watson).
Mas fora isso, belo filme!

Nota: 7,5

sábado, fevereiro 25, 2012

Albert Nobbs

"You are the strangest man I have ever met."


Glenn Close não é uma das melhores atrizes da atualidade, é a melhor!
Basta conferir qualquer episódio de "Damages" e ficar embasbacado.
Infelizmente seu trabalho em "Albert Nobbs" é extremamente prejudicado por um roteiro ridículo e pela falta de ousadia do Rodrigo Garcia na direção.
Quem se sobressai é a impressionante Janet McTeer, o melhor dos (poucos) acertos do longa.

Nota: Mia Wasikowska cada vez mais fofa, mas ainda devendo uma interpretação do nível de "In Treatment".


Nota: 6,5

quarta-feira, fevereiro 15, 2012

A Dama de Ferro

"It used to be about trying to do something. Now it's about trying to be someone." 

 Lamentável!
O lado MENOS interessante da ex-Primeiro-Ministra, sua velhice e esquizofrenia, foi justamente o MAIS explorado pelo terrível roteiro desse longa.
O lado político e a efervescência daquele período são mostrados apenas em flashbacks rápidos e desorientados.
Tudo errado e fora de tom.
E, apesar dos pesares, Meryl Streep merece o oscar.

obs: a maquiagem do filme é incrível.

Nota: 5,5

terça-feira, fevereiro 14, 2012

O Homem que Mudou o Jogo

"I made one decision in my life based on money. And I swore I would never do it again." 


Mesmo tratando de um esporte nada tradicional (pro Brasil, claro), o filme do ótimo Bennett Miller não decepciona.
O roteiro foca na importância "das estatísticas", na burocracia e, principalmente, nos bastidores do beisebol.
O elenco todo está bom, com destaque pra ótima Kerris Dorsey.
E o filme diverte na medida certa, mas é certinho demais para atingir um outro patamar.
Só não entendi as indicações pro oscar, ou pra qualquer outro prêmio!!
Nada aqui é digno de nomeação! Nada!



Nota: 7,0

domingo, fevereiro 12, 2012

O Artista

"Não vou falar! Não direi uma palavra!"


Meu amor pelo cinema é maior que qualquer tropeço pessoal.
Sempre fui mais feliz assistindo, analisando, interpretando.... sentindo!
É revigorante quando percebo que não sou o único ("The Dreamers").
E fico extremamente feliz quando vejo filmes que celebram o amor pela sétima arte, como esse "O Artista".
Os cinéfilos apaixonados agradecem.


Obs: Jean Dujardin e  Bérénice Bejo esbanjam talento e simpatia. Não é o melhor filme indicado ao oscar (ainda prefiro o magnífico "A Árvore da Vida"), mas se vencer estará em boas mãos o prêmio!


Nota: 9,0

quinta-feira, fevereiro 09, 2012

Kill List

"Ele tinha que sofrer"

Subversivo e impactante filme britânico.
Ritmo lento, cenas de violência ao estilo "Irreversível" e um roteiro difícil, confuso e acelerado em seus minutos finais.
O filme joga no liquidificador: assassinos profissionais, depressão, rituais satânicos e muita insanidade.
As cenas finais forçam uma segunda revisão.
Gostei por ser diferente e corajoso, mas não indico.

 Obs: na minha opinião a "reveladora" cena final teria ficado na sala de edição.

Nota: 7,0

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Os Descendentes

"What is it that makes the women in my life destroy themselves?"

 É talvez o filme mais sincero entre os indicados desse ano ao oscar.
Roteiro lindo, com diálogos mesclando drama e comédia de forma simples e tocante.
As atrizes novatas são excelentes, e até mesmo o molequinho retardado é bom!
E George Clooney ainda nos brinda com sua melhor interpretação.
Alexander Payne dificilmente decepciona, mas não!
Não é seu melhor filme, e só quem viu "Eleição" sabe do que estou falando.

Obs: mas aquela trilha sonora com músicas "regionais" é insuportável.

Nota: 8,0

quarta-feira, fevereiro 01, 2012

Histórias Cruzadas

"You is kind. You is smart. You is important."

- Um amontoado de clichês pode virar um bom filme?
- Sim, mas somente se o elenco for esplendoroso.
"Histórias Cruzadas" é mais ou menos isso: roteiro quadrado, direção frouxa, cenas reencenadas de outros sucessos, direção de arte impecável, e o melhor elenco feminino do ano!
Jessica Chastain, um primor!
Emma Stone, cada vez mais promissora.
Octávia Spencer, Allison Janney, Bryce Dallas-Howard fazem muito bem os personagens/clichês.
E Viola Davis, muito obrigado por você existir!


Nota: 7,5

terça-feira, janeiro 31, 2012

O Espião que Sabia Demais

"Things aren't always what they seem."

Lamentável que somente as tramas mais simplórias estão sendo reconhecidas com prêmios esse ano.
Esse filmaço do ótimo diretor sueco Tomas Alfredson (o mesmo do fabuloso "Deixa Ela Entrar") foi solenemente ignorado, e acusado de não ser inteligível.
Mas o roteiro aqui, sabiamente, não alivia mesmo em nenhum momento!
Corrupção, agentes duplos, traições, romances proibidos, burocracia... Nada de lugares comuns e de clichês típicos dos filmes de espionagem.
E não tem nennhum ator "mais ou menos" aqui. Todos discretos e brilhantes!

Obs: Pelo menos o roteiro, trilha sonora e o soberbo Gary Oldman foram lembrados pelo Oscar.



Nota: 8,0

segunda-feira, janeiro 30, 2012

Millennium - Os Homens que não Amavam as Mulheres

"I'm mentally incompetent and can't manage daily life."

Não tem como não elogiar a direção sempre precisa do David Fincher e a trilha sonora da dupla Trent Reznor e Atticus Ross.
O ritmo acelerado empolga, os atores são ótimos, e o roteiro apesar de confuso na primeira parte não compromete.. mas... é passageiro!
Fincher já fez filmes melhores nesse gênero ("Seven" e "Zodiaco") e aquela cena/clichê do assassino explicando seus crimes so é 'interessante' em filmes de terror ao estilo "Pânico".


Obs:  Rooney Mara você é realmente um estouro! Mas por favor, devolva sua indicação ao oscar pra a Tilda Swinton! ok? Obrigado!

Nota: 7,0

quinta-feira, janeiro 26, 2012

Precisamos Falar Sobre Kevin

"It's like this: you wake and watch TV, get in your car and listen to the radio you go to your little jobs or little school, but you don't hear about that on the 6 o'clock news, why? 'Cause nothing is really happening, and you go home and watch some more TV and maybe it's a fun night and you go out and watch a movie. I mean it's got so bad that half the people on TV, inside the TV, they're watching TV. What are these people watching, people like me?"

Corajoso e polêmico filme britânico da diretora Lynne Ramsay.
Centrado exclusivamente na personagem da  mãe, na dificuldade de convivência dela com seu (monstro) filho e na melancólica tentativa de reconstruir sua vida depois da tragédia.
Bom, não li o livro, mas acredito que a figura da mãe tem sua parcela de culpa, e, infelizmente, o roteiro não abraça o problema em toda sua magnitude.
O que fica é um trabalho preciso da direção, montagem, e da soberba Tilda Swinton, perfeita em cada respiração!

Obs: Destaque também pros ótimos  John C. Reilly e Ezra Miller.

Nota: 8,0

Margin Call - O Dia Antes do Fim

"There are three ways to make a living in this business: be first, be smarter, or cheat."

Infelizmente só agora fui descobrir esse filmaço do estreante J.C.Chandor.
Ele também assina o roteiro, possivelmente o melhor do ano passado!
Gosto da maneira como a (difícil e prolixa) história do início da crise financeira de 2008 ficou facilmente inteligível!
E não teve elenco melhor no ano passado: Jeremy Irons possuído, Kevin Spacey voltando aos bons velhos tempos e até mesmo Demi Moore segura as pontas..
Filmaço.

Obs: O filme só foi indicado pro oscar na categoria roteiro original. Lamentável!

Nota:8,5

terça-feira, janeiro 17, 2012

Os Melhores de 2011

10 - Cópia Fiel

".. mas pelo menos tentar ser um pouco consistente."






09 - Tudo Pelo Poder

"Eu não sou cristão"






08 -  Meia Noite em Paris
 
" O Presente é insatisfatório"






07 - Um Lugar Qualquer

"Dez decisões moldam sua vida"






06 - Inverno da Alma

"Conversas criam testemunhas"







05 - Reencontrando a Felicidade

"Com o tempo a dor se torna suportável"







04 - Cisne Negro

"Eu fui... perfeita"






03 - A Pele Que Habito

"Coisas do amor de um homem louco"






02 - Melancolia

"Só existe vida na terra. E não por muito tempo"






01 - A Árvore da Vida

“Ele não esteve sempre nas mãos de Deus?”



*Vale Lembrar: Toda Forma de Amor, Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 2, Pânico 4, O Discurso do Rei, Bruna Surfistinha, Blue Valentine, Missão Madrinha de Casamento, X-Men Primeira Classe, Super 8, Bravura Indômita, 127 horas.

sexta-feira, janeiro 13, 2012

Os Piores de 2011

05 - O Amor e outras Drogas

"A decepção do ano"






04 - Os Especialistas

"Bomba"






03 - A Garota da Capa Vermelha

"O pior roteiro do ano?"






02 - Sem Saída

"o mundo já está cansado desse tipo de trama"








01 - Reféns

"Inacreditavelmente ruim"





*Vale Lembrar: Santuário, Padre, O Turista, Capitão América: O Primeiro Vingador, Lanterna Verde, Burlesque, Sucker Punch

quinta-feira, janeiro 12, 2012

Drive

"I don't carry a gun... I drive."

Difícil é encontrar algum defeito nessa pequena obra-prima do Nicolas Winding Refn!
O roteiro de Hossein Amini (o mesmo dos maravilhosos "Asas do Amor" e "Paixão Probida") é impecável!
Ryan Gosling foi de longe o melhor ator do ano passado!
Nasce um clássico!


Nota: 9,0

terça-feira, janeiro 10, 2012

Não me Abandone Jamais

"Maybe none of us really understand what we've lived through, or feel we've had enough time."

O filme tem um história incomum e muito original, mas o roteiro prefiriu desviar o foco para um triângulo amoroso, que é comum a todos os outros.
E o que poderia ser um filmaço virou apenas algo interessante.
O trio principal é o melhor detalhe.

Nota: 7,5

sexta-feira, janeiro 06, 2012

Inquietos

"Eu canto toda manhã desde que te conheci"

Um filme fofinho sobre morte, ou seja, muito pouco para uma obra do Gus Van Sant.
O casal, Mia Wasikowka e Henry Hooper, é cativante e a trilha sonora belíssima.
É bonitinho em quase tudo, mas falta ousadia, e não tem nenhum resquício da genialidade do seu diretor!
Quem estiver afim de inquietações, veja "Elefante", "Últimos Dias", "Garotos de Programa" e  "Paranoid Park".


Nota: 7,0

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Planeta dos Macacos - A Origem

"Caesar is home."


Tenta ser o prequel do "O Planeta dos Macacos" de 1968, e até certo ponto consegue!
Os efeitos especiais, a direção e a interpretação de Andy Serkis, são um espetáculoo à parte, mas o roteiro não é dos melhores.
Os macacos se multiplicam e diminuem desproporcionalmente, é meio clichê a relação do pai com a busca do filho pela cura do Alzheimer e o romance com a Freida Pinto é bem dispensável....
Mas no geral, o filme tem saldo satisfatório.


Obs: Destaco ainda os talentosos James Franco e do John Lithgow (o inesquecível Trinity do seriado Dexter).

Nota: 7,5

quarta-feira, janeiro 04, 2012

A Árvore da Vida

"Where were you when I laid the foundations of the Earth, when the morning stars sang together, and all the sons of God shouted for joy?"



O desrespeito,
Deus,
o caminho da graça,
a natureza,
o nascimento da vida,
a aceitação da morte,
o amor,
a raiva,
Aquela dor imensurável...

Obs: Apenas Terrence Malick extrai poesia de imagens, sons e movimentos, com tamanha sensibilidade! Uma revigorante celebração da vida!  E Jessica Chastain é a mais bela representação do amor...

Nota: 10,0

terça-feira, janeiro 03, 2012

Meia-Noite em Paris

"Yeah, that's what the present is. It's a little unsatisfying because life's a little unsatisfying."

Entendemos o recado Woody...
O presente é insatisfatório, assim como a vida...
E Paris sempre será fonte de inspiração para artistas e românticos...
... não importa quando ou quem!


Nota: 8,5