quinta-feira, janeiro 30, 2014

Os Melhores de 2013

12 - Amor Bandido

"So you get your heart broke? Don't walk around with a shit look on your face. Get back in there, get your tip wet. You hear me?"







11 - Django Livre

"Cora, before you go, will you tell Miss Lara 'goodbye'?"








10 - Paraíso: Amor

"Hakuna Matata"







09- Killer Joe - Matador de Aluguel

" I heard y'all talking about killing mama. I think it's a good idea."









08 - Amour

"Life. So long..."









07 - Elena

Arte para mim é tudo. Sem Arte prefiro morrer,







06 - A Hora mais Escura

"Hello, I work with him. I'm not that girl that fucks. It's unbecoming."








05- O Lado Bom da Vida

" This is what I learned at the hospital. You have to do everything you can, you have to work your hardest, and if you do, you have a shot at a silver lining."







04 - A Caça

"Look into my eyes. look me in the eyes. what do you see? do you see anything? nothing. There's nothing. There's nothing."







03- Frances Ha

"Are you still undateable?"







02 - Gravidade

"You've got to learn to let go."








01 - A Grande Beleza

"What do you really like the most in life?"



Vale Lembrar: Antes da Meia Noite; Os Suspeitos; O Lugar Onde Tudo Termina; Amor Pleno; Os Miseráveis; Capitão Phillips;  Invocação do Mal; Martha Marcy May Marlene; Rush - No Limite da Emoção; Jogos Vorazes - Em Chamas; As Sessões.


terça-feira, janeiro 07, 2014

Paraíso: Amor

"Hakuna Matata"


O primeiro filme da trilogia "Paraíso" do austríaco Ulrich Seidl.
Cruel, intenso e hipnotizante retrato da decadência humana.
O paraíso aqui é apenas a natureza.
Todo o resto está em deterioração.


Nota: 9,0

O Grande Gatsby

"Gatsby? What Gatsby?"


É tudo tão exagerado que os 'Acadêmicos da Grande Rio' contariam a mesma história com mais simplicidade.
E falo sério!
Alguém precisa, urgentemente, avisar pro Baz Luhrmann que esse histrionismo já cansou. Funcionou com "Moulin Rouge", mas chega!
"Austrália" foi aquele horror, e aqui o resultado é quase a mesma tragédia.
Edição, direção de arte, trilha sonora... tudo fora de tom!
O elenco não tem uma mísera chance de expor seu trabalho.
E o roteiro entra fácil em qualquer lista de piores do ano.
Lamentável!
Uma obra lamentável.


Nota: 3,0

sábado, janeiro 04, 2014

Frances Ha

"undateable"
 

Um cinema cativante, contagiante e inusitadamente revigorante.

(ou apenas o mais belo soco no estômago desse ano!)

Nota: 9,0

Rush - No Limite da Emoção

"Happiness is your biggest enemy. It weakens you. Puts doubts in your mind. Suddenly you have something to lose"
 

Antes de qualquer comentário: PALMAS!
Roteiro maravilhoso, repito, maravilhoso do Peter Morgan!
Não tem como não se emocionar com a entrega de todos os envolvidos.
Tudo funciona! Até mesmo a direção do (sempre careta) Ron Howard!
Daniel Brühl e Chris Hemsworth estão perfeitos.

...Juro como tinha esquecido do tempo que fui fã desse esporte apaixonante.


Nota: 8,0



 

domingo, fevereiro 24, 2013

Os Melhores de 2012

10 - Precisamos Falar Sobre Kevin

"Uncomfortable? With my own mother?"









09 -O Abrigo

"Sleep well in your beds. 'Cause if this thing comes true, there ain't gonna be any more."









08- Shame

"Don't you think that's sad?"









07 - O Impossível

"After that, when I came up, I was on my own. That was the scariest part. And when I saw the two of you climbing to the tree, I didn't feel so scared anymore. I knew I wasn't on my own. You see?"









06 - Jovens Adultos

"We can work this out. You know we can. We can handle this like adults."









05 - Argo

"Argo fuck yourself."









04 - A Separação

"My dear, the Law doesn't understand such things, It says either you knew or you didn't... Look at me! if you want me to go and tell them I will do this right off"










03 - Drive

"I don't have wheels on my car"









 02 - Holy Motors

"Who Were We?"









01 - O Artista

"I won't talk! I won't say a word!"




Vale Lembrar: ParaNorman, Sete Dias com Marilyn, Pina, Os Decendentes, O Espião que Sabia Demais, Guerreiro, Paraísos Artificiais, As Vantagens de Ser Invisível, A Invenção de Hugo Cabret.

quinta-feira, fevereiro 14, 2013

A Hora Mais Escura

"I'm the motherfucker that found this place. Sir."

Tinha tudo pra ser uma porcaria nacionalista americana.
Não virou porque temos uma Kathryn Bigelow em seu melhor momento!
Não há uma única cena desnecessária, nenhum diálogo solto, nenhum ator perdido ou exagerado!
É tudo na medida. 
O filme mais espetacular do ano até o momento.

Obs: Jessica Chastain está soberba, de fato, mas seu oscar merecido era o de "A Árvore da Vida".

Nota: 9,0

terça-feira, fevereiro 05, 2013

O Lado Bom da Vida

"I do this! Time after time after time! I do all this shit for other people! And then I wake up and I'm empty! I have nothing!"


Maravilhoso esse novo filme do David O. Russell.
Confesso que não sou o maior fã do diretor, mas admiro o amadurecimento.
Controlou a originalidade efervescente e minimizou os maneirismos.
"O Lado Bom da Vida" é um retrato fiel da sua trajetória.
Roteiro enxuto com diálogos deliciosos e um elenco acima de qualquer suspeita.
Bradley Cooper, Robert De Niro e Jacki Weaver brilham em cada segundo!
E Jennifer Lawrence....

Obs: Para Jennifer Lawrence não tem adjetivo apropriado.

Nota: 9,0

quarta-feira, janeiro 30, 2013

Os Miseráveis

"I had a dream my life would be so different from this hell I'm living!"

Produção impecável e um elenco corajoso (mesmo que desafinado) fazem dessa adaptação da obra de Victor Hugo uma experiência gratificante!
O roteirista fez o possível com o imenso material que o livro proporciona, e os graves problemas de ritmo não minimizam o resultado final.
Merecidas indicações ao oscar, acertaram inclusive na ausência do Tom Hooper que ganhou aquele injusto oscar pelo mediano "O Discurso do Rei".
Belo filme, só é preciso um poquinho de paciência para aturar os longos 158 min de duração!!


Nota: 8,0

sexta-feira, setembro 14, 2012

Paraísos Artificiais

"As drogas são o que você quer, levam para onde você quer”


"Para digerir a felicidade natural, assim como a artificial, é preciso primeiro ter a coragem de engolir" 

"Sexo, drogas e música eletrônica"! 
Que curte esse lema, dificilmente, sairá decepcionado ao final desse interessante filme brasileiro!
Fotografia deslumbrante, trilha sonora perfeita e um elenco corajoso!
O roteiro é raso, a história fragmentada atrapalha e mesmo assim o saldo é positivo.
O melhor detalhe é a belíssima Nathalia Dill totalmente chapada, despudorada e entregue à personagem! Talento puro!

Nota: 7,0