terça-feira, março 06, 2007

Uma Canção de Amor para Bobby Long

“Fosse a minha história um epitáfio, eu já teria escrito um curto para mim. Escreveria na minha lápide que tive um arrufo amoroso com o mundo”

Um filme comedido.
Essa é a melhor definição para o longa.
O roteiro pode até apostar em lugares comuns...
Mas a boa trilha sonora e as interpretações discretas de John Travolta, Gabriel Macht e, especialmente, Scarlett Johansson deixam o saldo positivo.
Aliás, a Scarlett sempre fica mais linda (e boa atriz) interpretando mulheres comuns...
Outro destaque no longa é o importante papel dado à cidade do jazz - Nova Orleans...
Belo e (quase) comovente !


Nota: 7,5

4 comentários:

karine tito disse...

gostei daqui.
vou voltar.

gustavo disse...

volte sempre.

Antonio disse...

Taí, você disse uma verdade sobre a Scarlett Johansson.

Matheus Pannebecker disse...

Eu não gostei muito do filme, achei mediano.
Mas, enfim, essa era a época em que Scarlett ainda era boa atriz. O tempo passou e ela só aparece para dar o ar da graça, em filmes como O Grande Truque e Dália Negra.
Ela está muito bem nesse filme.

NOTA: 6.5