quarta-feira, março 07, 2007

Cruzada

"Um rei pode induzir um homem; um pai pode assumir um filho, mas lembre-se disto: Mesmo se aqueles que o induzirem forem reis, ou homens de poder, sua alma pertencerá apenas a você. Quando estiver perante Deus, não poderá dizer, mas outros me disseram para fazer isto, ou que a virtude não era conveniente no momento. Não será suficiente, lembre-se disto."


A fotografia e a direção de arte são lindas...
Eva Green (apesar do roteiro) surge linda e imponente...
Mas é tudo muito cansativo.
O roteiro cansa.
O Orlando Bloom (pra variar, péssimo) cansa.
As cenas de batalhas então...
Mas se servir de consolo: é bem melhor que "Tróia"...


Nota: 6,0

7 comentários:

Wanderley Teixeira disse...

Diria q é bem melhor q o Gladiador do próprio Ridley Scott.Cruzada foi um longa q curti apesar da má repercursão.Orlando Bloom de fato naum funcionou bem como protagonista,escalação equivocada.Aliás,sendo o péssimo ator q é Bloom de fato é sortudo por estar envolvido em produções dirigidas por Peter Jackson,Ridley Scott e Cameron Crowe.

Vinícius P. disse...

Gostei bastante de "Cruzada" apesar do fracasso entre de crítica e público. Tem lá seus defeitos (é um tanto lento, o Orlando Bloom não convence nem um pouquinho), mas a produção técnica é excelente e tem algumas boas cenas de batalha (sem falar na ótima participação do Edward Norton). Quanto à "Tróia"... bota 'bem melhor' nisso! Nota: 7,5

Otavio Almeida disse...

CRUZADA está longe de ser um grande filme, mas confesso que gosto. E achei impressionante o ator que faz o Saladino e o personagem foi retratado de forma muito interessante.

Só acho que não tem nada a ver o romance com a Eva Green e a batalha no final, que lembra O SENHOR DOS ANÉIS.

Mas o filme tem belos momentos e uma fala muito bonita dita pelo Orlando Bloom em Jerusalém. Algo assim: "How can you be in hell, when you are in my heart?".

Parece que o Ridley Scott pretende lançar uma versão estendida... tem um jornalista aqui de SP que garantiu que o filme melhora...

Wanderley, o Orlando Bloom deve ter o melhor agente do Planeta ;-)

Abs!

Roberto Queiroz disse...

Gustavo, você disse tudo e não sobrou nada para eu complementar. O Orlando Bloom está se transformando dia-a-dia no sucessor do Brad Pitt. É melhor do que Tróia? É, mas não serve de consolo. Pelo menos a fotografia é majestosa e a moça (a atual bond girl) é linda.

(http://claque-te.blogspot.com): A Conquista da Honra, de Clint Eastwood.

wilson disse...

É exatamente como voce dise, bonito mas cansativo.

Yonara disse...

Não gostei muito. Como você já disse, a fotografia e a direção de arte são belíssimas, mas a fraca atuação do O. Bloom só piora as coisas (esse ainda não me convenceu de que é "ator"). A única coisa que despertou a minha atenção foi o personagem do Saladino.

Wallace Andrioli Guedes disse...

Acho que o filme é exatamente isso que vc falou.