quinta-feira, agosto 02, 2007

Cidade do Silêncio

“Como resultado do NAFTA (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio) indústrias do mundo todo construíram fábricas na fronteira do México com os EUA. Tirando vantagens do trabalho barato e da isenção de tarifas, estas indústrias conseguiam vender seus produtos mais baratos nos EUA. Em Juarez, onde se concentram mais de 1.000 delas, chamadas "maquiadoras", a cada 3 segundos uma TV é produzida e a cada 7 segundos, um computador. Essas indústrias contratam mulheres jovens porque elas trabalham mais, com salário menor e reclamam menos. A maioria das "maquiadoras" funciona 24 horas por dia.
Muitas mulheres são atacadas no caminho do trabalho, tarde da noite e de madrugada. As indústrias não oferecem segurança aos funcionários.”

Tem filme que o lado social pesa tanto que não tem como nos deixar envolver com tanta injustiça.
Só é lamentável que "Cidade do Silêncio" tenha uma produção tão pobre e descuidada.
Jennifer Lopez, Antônio Banderas e até mesmo Sônia Braga exageram nas caretas e no sotaque carregado, menos Lopez que faz (ou melhor tenta) uma legítima americana.
O roteiro ridículo peca ao se concentrar em apenas um caso entre as milhares de mulheres vitimadas.
Não é tão ruim quanto eu pensei que fosse...
É como eu disse, às vezes, um filme denúncia se torna tão necessário que até mesmo a "qualidade" do mesmo fica em segundo plano!


obs: Jennifer Lopez está cada vez mais linda e limitada.

Nota: 5,0

5 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Gustavo, sempre acreditei que os cinéfilos tem uma birra desnecessária com as cantoras que decidem se arriscarem nas telonas, como aconteceu com especialmente a Madonna. Até gosto da Jennifer Lopez cantora, e creio que ela tem capacidade e já mostrou ser boa atriz em alguns filmes. "Cidade do Silêncio" deve ser uma boa produção, verei em breve.

Vinícius P. disse...

Sei lá. Mesmo que a Jennifer Lopez seja muito limitada e também tenha uma fraca carreira musical, é uma artista da qual sempre gostei. Sua atuação em "Irresistível Paixão" merecia até indicação ao Oscar. Ainda assim não devo ver esse filme, especialmente depois de seus comentários.

fabiana disse...

Cochilei na segunda frase do seu post... zzzzzzzzz

Só acordei depois de ler Jeniffer Lopez e Sônia Braga em uma mesma sentença! Socorro!

Lara disse...

Jennifer Lopez fraca carreira musical?
AIOAUHAOIAUHAOIAUHAOIAAOIAUA!!!
que comédia! vê-se o tanto que sabe de música!

mas concordo com a perseguição de cantoras/atrizes.

Jenn diva.

Dinho disse...

creio que esta nao sai aos moldes de uma superprodução mas ao buscar mostrar uma realidade extra americana fora dos padroes bad boy do cinema americano ou "americanos salvam o mundo'' este chega mais perto do latinos os quais tem presença forte nos EUA e portanto uma massa representativa que o filme visa atingIR e em um tempo que esta tao em alta ESCANCARAR A PORCARIA FEITA PELA POLITICA DOS EUA depOIS DE MOORE COM SEU FARENHEIT E TIROS EM COLUMBINE TA AI UM FILEM TRES B BOM BONITO E BARATO CREIO QUE VALE A PENA ASSISTIR