quinta-feira, março 19, 2009

O Leitor

"Prefiro ouvir você"

Para minimizar o fraco roteiro dessa adaptação da obra do Bernhard Schlink, Stephen Daldry (dos desconcertantes "As Horas" e "Billy Elliot") aposta no melodrama para acertar em cheio na emoção do espectador. Bom, de certa forma, funciona. E em momento algum o êxito é do diretor. É Kate Winslet (e somente ela) quem faz qualquer ser humano sair nocauteado ao final do filme. Sua intensa interpretação ofusca até mesmo Ralph Fiennes!

Nota: 7,5


6 comentários:

- cleber . disse...

Pra mim, o segundo melhor filme do ano!

Vinícius P. disse...

Realmente é um bom filme, mas tirando o elenco e alguns aspectos técnicos, realmente não tem nada de mais...

Wallace Andrioli Guedes disse...

Me decepcionei bastante com O Leitor. Fiennes está apagadíssimo, e Winslet domina totalmente a cena. Mas que ela ganhou o Oscar pelo filme errado, ela ganhou: seu desempenho no maravilhoso Foi Apenas um Sonho é absurdamente superior.

Kamila disse...

Atribuir o êxito do filme somente à performance de Kate Winslet é ser injusto com o ótimo trabalho realizado pelo jovem David Kross. Ele também está excelente.

Fabrício disse...

O Leitor é trabalho mais fraco do Daldry, mas tem suas qualidades...porém não sai da minha cabeça que essa estória daria um filmaço nas mãos do diretor polonês Krzysztof Kieslowski.

Luís disse...

Já assisti aos três filmes de Daldry e devo convir que O Leitor é realmente o seut rabalho mais fraco, em que o diretor não usou do punho firme para desconcertar o espectador; optou simplesmente por emocioná-lo, sem lhe arrancar de dentro emoções reprimidas, como acontece em As Horas, um filme que eu simplesmente adorei!
Kate Winslet supera Ralph Fiennes por dois motivos:
1) Ela é uma atriz extremamente talentosa, não se permitindo ficar à sombra dos parceiros de elenco;
2) Ele é um ator superestimado, cujo preço não condiz com a qualidade do produto.