quinta-feira, agosto 28, 2008

Paranoid Park

"O Parque era grandioso, pude ficar sentado toda a noite vendo os skatistas e as garotas e quem passava, o ruim foi que comecei a pensar em outras coisas..."

O bom dos filmes do Gus Van Sant é que eles não terminam.
Paranoid Park, por exemplo, nos mostra o ato, as complicações e em momento algum conclui ou dar qualquer tipo de resposta.
E ainda levanta uma questão desconcertante: como se acostumar com o fato de ter matado uma pessoa ?
A vida segue em seu curso normal ?
A resposta está lá, mas cabe somente a você procurá-la..

(a trilha sonora é um espetáculo)

Nota: 8,o

5 comentários:

Vinícius P. disse...

Não chega a ser tão bom quanto "Elefante" (uma obra-prima), mas sem dúvida é mais um belo trabalho do Gus Van Sant...

Robson Saldanha disse...

Paranoid Park tem uma roupagem no mínimo intrigante. Como você mesmo falou ele não responde a nada e ainda leva a questão do fato de ter matado uma pessoa. Gostei do filme.

[****]

Wallace Andrioli Guedes disse...

Filme belíssimo !

sam drade disse...

singelo*

Quéroul disse...

lindo de morrer!
meu casinho de amor com Van Sant, aquele bobão.
:)