quarta-feira, maio 02, 2007

Filhos da Esperança

“O governo explode uma bomba sempre que tem um problema”

Considerado por muitos o melhor filme do ano passado.
Puro exagero.
Eu só vi brilhantismo na fotografia e na ousada direção do Afonso Cuarón (perfeita nos seus planos longos e belamente ensaiados).
Mas não é comovente e/ou intenso o bastante.
É bom, mas longe do inesquecível (ou algo do tipo).


Nota: 7,5


obs: Julianne Moore (mesmo muito mal aproveitada no filme) se destaca sempre !

10 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Este filme foi um dos meus prediletos do ano passado. Não que eu tenha seguido à risca todos os comentários positivos com o filme, mas considero-o um filme marcante e de tema futuristico pertubador e emocionante. Julianne Moore, em ponta, consegue driblar perfeitametne a maré de azar que ela se meteu nos seus últimos filmes.

Matheus Pannebecker disse...

Fiquei surpreso de você não ter gostado dessa obra-prima. É um filme brilhante, e merecia te sido indicado ao Oscar de Melhor Filme. Foi o segundo melhor filme do ano passado, na minha opiníão, só perdendo para Miss Sunshine. Ao menos Julianne Moore fez um bom trabalho aqui, apesar de pouco tempo em cena. Ela anda muito descuidada com seus projetos, o último filme dela que vi foi o horrível A Cor de Um Crime

antonio disse...

Pra mim, é fantástico!

wilson disse...

Vou ter que discordar. Esse um dos melhores filmes dos últimos anos!

sam drade disse...

discordo tbm! ficção cientifica do bem, sequencias inesqueciveis, edição perfeita, por aew vai....P

Vinícius P. disse...

Putz, dessa vez eu discordo. "Children of Men" é um dos melhores filmes dos últimos anos, já um clássico da ficção científica.

Anderson disse...

Um dos grandes da década sem dúvida, consegue a proeza de ser ao mesmo tempo um comentário sobre o mundo contemporâneo e uma produção visionária.

gustavo disse...

pelo jeto vou ter que rever !!!!

deve ter sido a dor de cabeça que eu estava momentos antes...

Wanderley Teixeira disse...

Nossa cara...Todo mundo sabe q sou de quatro por este filme.Acho-o comovente e extremamente pertinente.Todas as decisões de Cuaron parecem acertadas e mais uma vez Clive Owen dá show.

Igor disse...

Pois reveja... desde já um clássico da ficção científica, juntamente com "A Scanner Darkly".