sexta-feira, janeiro 12, 2007

Beleza Americana


"Foi num dia desses, quando estava preste a nevar e há uma certa eletricidade no ar, você quase pode ouvir,certo? e este saco plástico estava simplesmente dançando para mim, como uma criança chamando para brincar por quinze minutos. Foi quando percebi que havia toda uma vida por trás das coisas. E essa incrível força benevolente, que me dizia não haver razão para ter medo. Em vídeo não é a mesma coisa, eu sei. Mas me ajuda a lembrar. Eu preciso lembrar... Às vezes, há tanta beleza,no mundo, que eu quase que não consigo suportar. E meu coração parece que vai sucumbir."


Seus olhos mentem. Sua vida monótona não te define. Seus pais e amigos não te compreendem. Suas mentiras sinceras foram desmascaradas. Seus interesses negligenciados. Repense! Seja exatamente aquilo que você planejou um dia... Saia do seu emprego medíocre. Abandone quem não te interessa. Ame somente por amor! Seja leal aos seus princípios. Escute, veja e reflita. Amadureça, recomece e chore...

Revolucione seu cotidiano....

Olhe sempre bem de perto!!!!

Nota: 9,5

12 comentários:

Vinícius P. disse...

Esse filme é perfeito! Já o vi diversas vezes e sempre me emociono. Essa cena do Wes Bentley é sensacional (da primeira vez que vi até chorei, hehehe). Grandes momentos também pertencem ao Kevin Spacey (olhe sempre bem de perto...). Ah, o engraçado é que minha nota também é 9,5.

Paulo Afonso disse...

Brilhante!
esse merece 10... ;p

Wanderley Teixeira disse...

Esse momento de Beleza Americana é fora de série!O personagem do Wes Bentley é um dos melhores do filme e de fato a necessidade de revolucionar o cotidiano sempre torna-se pertinente quando este já se torna insuportável...

Anônimo disse...

Eu adoooooro esse filme. Na época q eu vi, me identifiquei muito com o personagem do Wes Bentley. Atuações espetaculares de todo o elenco.

gustavo disse...

Wes Bentley tem um dos momentos mais comoventes que eu já presenciei numa sala de cinema !!!!
me emociono só na leitura...

disse...

Eu vi que vc comentou no 'claquete' e resolvi dar uma espiada no seu blog. FIquei contentíssima em ver logo um post sobre 'beleza americana' q depois de anos peguei novamente para ver e me peguei copiando justo essa parte do filme de tão bela que é. Além de ser uma baita crítica ele vai fazendo justo um círculo, sai da família pra voltar pra família. É impressionante o tanto q se pode depreender.
:)

Raimundo Neto disse...

Um dos melhores!

Fernando disse...

Bah esse filme é muito bom , muito bom
9,5 muito merecido

entra lá >> http://www.arrozcompus.blogspot.com/

tabmém falamos e filmes :]

Davi Gustavo Matias disse...

Esse filme é deveras muito bom!!! "Soldado Anônimo", do mesmo diretor, não deixa a peteca cair também!

Blog legal! Visitarei diariamente!

Alex Gonçalves disse...

Que bonito esse texto!
Faz nos orgulhar do quanto é prazeroso gostar de cinema: um meio de entretenimento que nos faz refletir como nunca. Sem exageros, a sua reflexão com base ao filme é uma das melhores que já li. Aplausos!

Túlio Moreira disse...

A sacola balança pelo vento. Ele não. Ela não. Mãe, gostaria que as coisas fossem diferentes pra você. Pai, talvez eles não tenham nada para esconder.

Beleza. Just.

Matheus Pannebecker disse...

Gustavo!
Dica:
Vá correndo alugar A Sete Palmos. Quem criou, escreveu e supervisionou a série durante as cinco temporadas, foi Alan Ball, roteirista da Beleza Americana.
A Sete Palmos ganhou o Globo de Ouro de Melhor Série Drama e Melhor Atriz em Drama, entre vários prêmios, que inclue o EMMY de Melhor Direção.
Abraço.