sexta-feira, janeiro 22, 2010

Amor sem Escalas

"Todos se deprimem quando são despedidos"

É o fim do sonho americano.
A economia falida.
Os relacionamentos amorosos descartáveis.
Jason Reitman, que mostrou tão bem o retrato atual do jovem em "Juno", aponta seu texto precioso para a maturidade.
Um filme coeso, triste e extremamente humano.
E o elenco soberbo esbanja sobriedade.
Em especial, Anna Kendrick e Vera Farmiga, maravilhosas!



Nota: 8,0

6 comentários:

Wally disse...

Ansioso! Vou tentar conferir o mais rápido possível.

Wallace Andrioli Guedes disse...

É um bom filme. Adorável em muitos momentos. Mas mais do mesmo em tantos outros. Daria uma nota 7...

bruno knott disse...

Olá. Curti tb o Clooney, o cara se mostrou bem vulnerável, coisa que nao acontecia em outros personagens.

Reitman está num patamar mais elevado agora

samdrade disse...

acho q vou conferir este amanhã.D

Fabrício disse...

ainda não vi, mas espero que seja melhor que Juno.

Anônimo disse...

Gostei bastante. Mas ainda não cheguei à conclusão de qual o melhor filme da lista de 10 do Oscar (nem quais seriam os 5 se a lista ainda fosse assim). Minha resenha:

http://cinemagia.wordpress.com/2010/01/28/resenhas-amor-sem-escalas/

Um abraço
Tommy
http://cinemagia.wordpress.com