sábado, novembro 29, 2008

Última Parada - 174

"Quem não tem nada a perder, não sabe onde parar"


Em nenhum momento dessa (suposta) cine-biografia do escroto do Sandro do Nascimento, eu tive qualquer sentimento de pesar, afeição ou qualquer coisa do tipo.
Bandido bom é bandido preso (ou morto)!
E os vergonhosos minutos finais desse (enlatado) filme brasileiro me deixou profundamente irritado!
Mostrar Sandrinho descobrindo o amor, nas calçadas da Candelária pode...
Mostrar os policiais fazendo JUSTIÇA com as próprias mãos.... não!
Filme medroso, covarde e estupidamente sensível!

Digno de nota mesmo, somente o trabalho estupendo da Cris Vianna!
E toda a parte técnica do filme.

Filme: 5,0

4 comentários:

Juliana Alves disse...

fiquei curiosa pra saber o que tu quis dizer com "enlatado"...

Wallace Andrioli Guedes disse...

Bom, discordo totalmente dessa sua visão acerca do Sandro e do seu sentido de justiça, mas, de fato, Última Parada 174 é um filme ruim. Vale muito mais a pena o documentário do José Padilha sobre o mesmo assunto.

gustavo disse...

enlatado: filme feito por encomenda para ganhar prêmios internacionais...
Vide "Orfeu", "Olga", "Carandiru"...

por sinal, todos tombados!
Merecidamente!

面对面视频斗地主 disse...

Good article, good things, good feelings, good BLOG!